Investigação e inovação 2013-2020

No LNEC, a atividade de investigação programada tem sido enquadrada por planos quadrienais de natureza estratégica, designados Planos de Investigação e Inovação (P21) e desenvolvidos em linhas de investigação consideradas prioritárias pelo seu interesse para o país. A definição das várias linhas de investigação e dos projetos que as substanciam foi sempre efetuada no LNEC em estreita ligação com as necessidades detetadas na prática da engenharia civil e, de modo crescente, em parceria com outras entidades do sistema de ciência e tecnologia ou de natureza empresarial, nacionais e internacionais.

No período 2013-2020, esta atividade está alinhada com os objetivos definidos nas grandes estratégias nacionais nos domínios da construção, do habitat e do ambiente (energia, clima, água, desenvolvimento sustentável, desenvolvimento urbano), dando prioridade à Investigação Aplicada (I), ao Desenvolvimento Experimental (D) e à Inovação (I) na atividade total de Ciência e Tecnologia (C&T) e reforçando progressivamente o peso das atividades de I&D&I na atividade total.


Há também um alinhamento geral com as temáticas UE: Estratégia Europa 2020 (Horizonte 2020) e a Política Coesão 2014-2020. Dentro das temáticas UE, será dada atenção especial à gestão de recursos, aos novos materiais e produtos, às tecnologias de informação e comunicação e à inovação socio-territorial.

Neste período, o LNEC investe na atividade de Inovação como fator de especialização e vantagem competitiva. Nesse sentido, a atuação do LNEC é preferencialmente orientada para a colaboração com outras entidades no desenvolvimento de novos processos, produtos e serviços suscetíveis de colocação nos mercados (nacional e internacional): o LNEC como parceiro de inovação.

O reforço do peso relativo da atividade de Inovação na atividade total de I&D&I é simultaneamente um objetivo e um critério de decisão na seleção de clientes e parceiros e na angariação de contratos de I&D&I.