Enquadramento


Desde a sua fundação o LNEC sempre considerou a normalização como atividade importante da sua missão; na realidade, em 1949 foi criada a Secção de Normalização, integrada no Serviço de Estudo de Processos de Construção, destinada a apoiar a elaboração de Especificações LNEC. Além disso, no âmbito da normalização nacional, o LNEC não só foi pioneiro - a primeira Especificação LNEC (1951) foi publicada três anos antes da primeira Norma Portuguesa (1954) - como também tem sido um grande contribuinte do acervo normativo, pois cerca de 40% das Especificações LNEC publicadas até 2005, foram transpostas para Normas Portuguesas.

Por delegação do Instituto Português da Qualidade (IPQ), o LNEC desempenha atualmente o papel de Organismo de Normalização Sectorial (ONS) para três domínios, assegurando a coordenação de três Comissões Técnicas Nacionais de Normalização; as Comissões em questão são CT 90, a CT 115 e a CT 156 que cobrem, respetivamente, os domínios dos Sistemas Urbanos de Águas, dos Eurocódigos Estruturais e da Geotecnia em Engenharia Civil

Esta responsabilidade envolve a coordenação da participação de mais de uma centena de técnicos especialistas e o seguimento da atividade de seis comissões de normalização do CEN (European Committee for Standardization) e de duas comissões de normalização da ISO (International Standard Organization). 

Para além desta atividade, cerca de quarenta outros técnicos especialistas do LNEC participam ativamente nos trabalhos de comissões nacionais de normalização da responsabilidade de outros ONS. 

Nas páginas seguintes deste Portal apresenta-se informação relativa às comissões de normalização de que o LNEC é Organismo de Normalização Sectorial.